quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Chuva

Há dias em que chove dentro de mim.
Não uma tempestade,
Mas uma garoa fina e fria que me
Toma de assalto.
Nesses dias a vida sofre para viver.
Nada pode ser feito,
Nada agasalha a alma doída,
Ao relento.
É antes uma névoa que me impede
A expressão,
Do que a ausência do que se pode
Expressar.
Em dias assim eu me recolho incompleta
E não me exponho ao sol,
Posto que seus raios não me penetram.
Em dias assim devo lembrar: isso passa.
Nesses dias, deixo-me chover e escoar.

.....................................Cássia Janeiro. (A pérola e a ostra)

----

To bem assim hoje. E ta chovendo, a lot.
eba11
.
Beijos

Um comentário:

Cízz disse...

Tem dias que chovem dentro de mim tbm. É ruim, mas as vezes aparece alguem com um guarda-chuva ;]
Bom domingo!